Cresce número de eleitores nos últimos seis meses

14/07/2014 16:29

O número de eleitores aumentou no primeiro semestre deste ano em Piracicaba. Levantamento feito pela Matéria Emplacada, no site do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) mostra que 3.741 piracicabanos se tornaram eleitores. Segundo a relação, em janeiro havia 275.618 eleitores na cidade, já no mês passado contou com 279.359 eleitores. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) de 2010, Piracicaba consta com 364.571 habitantes.

Dados do TSE também apontam os eleitores filiados aos diversos partidos na cidade. 14.014 moradores são filiados em algum partido.  Conforme a planilha, o PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro) é o partido com mais eleitores filiados, com 2.677. Já o PCB (Partido Comunista Brasileiro), possui apenas um filiado. Os dados apresentados foram em relação a junho deste ano, a partir das datas divulgadas no site, que foram escolhidas pela reportagem.

Segundo a lista divulgada dos eleitores filiados em Piracicaba após o PMDB, em ordem decrescente estão: PT (Partido dos Trabalhadores); PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira); PR (Partido da República); PPS (Partido Popular Socialista); PDT (Partido Democrático Trabalhista); PTB (Partido Trabalhista Brasileiro); PT do B (Partido Trabalhista do Brasil); PMN (Partido da Mobilização Nacional); PRP (Partido Republicano Progressista); PRB (Partido Republicano Brasileiro); PC do B (Partido Comunista do Brasil); PV (Partido Verde); PP (Partido Progressista); DEM (Democratas); PSOL (Partido Socialismo e Liberdade); PHS (Partido Humanista da Solidariedade); PSB (Partido Socialista Brasileiro); PSDC (Partido Social Democrata Cristão); PSC (Partido Social Cristão); PSL (Partido Social Liberal); PTN (Partido Trabalhista Nacional); SD (Solidariedade); PTC (Partido Trabalhista Cristão); PPL (Partido Pátria Livre); PROS (Partido Republicano da Ordem Social); PCO (Partido da Causa Operária); PRTB (Partido Renovador Trabalhista Brasileiro); PSD (Partido Social Democrático); PEN (Partido Ecológico Nacional); PSTU (Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado); PCB (Partido Comunista Brasileiro).   

Procurado pela reportagem, o secretário de organização do PCB Cesar Mangolin, respondeu que o Partido desde o XII Congresso, ocorrido em 2005, eliminou a “figura” do ‘filiado’.

“Nosso Partido se define como um Partido de militantes, ou seja, para ser do PCB é necessário estar organizado em uma de suas células e participar ativamente da vida orgânica do Partido e das lutas políticas. Isso não significa que não fazemos a filiação formal dos nossos camaradas, mas o critério para ser considerado membro do Partido é a ação organizada”, disse.

Mangolin afirma também que o Partido possui uma lista de filiados formalmente ao Partido, “mas esse número se reduz, como ocorre com qualquer outra organização, quando falamos de vida militante, ainda mais num Partido como o nosso, que não abriu mão da organização leninista de Partido, da teoria marxista, da luta revolucionária e do horizonte socialista”.

Segundo o secretário, o PCB possui células organizadas no interior de São Paulo, mas ainda não contêm trabalho organizado em Piracicaba. Para haver uma célula, ainda segundo ele, é necessário “pelo menos três camaradas dispostos a militar numa organização como a nossa e conhecedores da nossa linha política”.

“Estamos num bom ritmo de crescimento em todo o Estado, mas nosso crescimento não é apenas em numérico, é essencialmente qualitativo. Penso que no médio prazo tenhamos condições de ter o Partido organizado e atuando em todas as grandes e médias cidades do interior paulista, como já temos, por exemplo, em Marília, Rio Preto (São José do Rio Preto), Campinas, Ribeirão Preto e na Baixada Santista”, concluiu Mangolin.

Questionado sobre o tempo em que o Partido terá condições de ser “organizado”, o secretário diz não ter “uma data específica”, “mas penso que em quatro anos tenhamos chegado a esse nível”.

Na tabela abaixo, confira a quantidade de filiados de cada Partido em Piracicaba.

 

Reportagem: Reinaldo Diniz