“A gente nunca lança um trabalho sem ter um grau de sinceridade que nos agrada” afirma vocalista do Rosa

10/07/2014 12:06
 
 
Uma das bandas de pop/rock gospel consagrada nacionalmente, a banda Rosa de Saron, já possui durante seus 25 anos de estrada, mais de 25 prêmios.  Nos últimos seis meses, já foram sete: Melhor Gravação de DVD, com Latitude Longitude; Melhor Baixista, Rogério Feltrin; Melhor Guitarrista, Eduardo Faro; Melhor Baterista, Wellington Greve; Melhor DVD do Ano, com Latitude Longitude; Melhor Música do Ano, com Latitude Longitude; Melhor Música do Ano, com Aurora; Melhor Cantor de Banda, Guilherme Sá . 
“Para gente é uma alegria, porque é fruto de um trabalho muito sério, de muita dedicação. A gente se entrega muito ao que fazemos”, disse o baixista da banda, Rogério Feltrin, à Matéria Emplacada, durante o evento em comemoração aos 70 anos da Diocese de Piracicaba, realizada no último dia 07 de junho, no Engenho Central. A banda subiu ao palco, por volta das 20h e cantou para mais de 9.000 pessoas, a maioria formada por jovens.
Para o baixista, o reconhecimento é uma forma de incentivo. “O bacana mesmo é as pessoas cantando junto nos shows. Isto que é realmente o combustível do nosso trabalho”, disse.
No início de junho, a banda lançou o mais novo disco de trabalho. “Cartas ao Remetente” contêm 14 músicas inéditas, composta durante o final de 2013 e começo deste ano. Segundo Guilherme Sá, vocalista da banda e produtor do disco, faz sete anos que a banda lança um disco por ano, e “Cartas para Remetente” têm “coisas que outros discos não tiveram”. “Começamos a gravar em dezembro, paramos no nascimento da minha filha, e a gente conseguiu dar uma olhada nas quatro gravações que tínhamos, e engavetar algumas coisas e ‘puxar’ outra”, relatou. 
Para Sá, a banda conseguiu ter um tempo de raciocínio, que os outros discos não tiveram. “Isto acabou acarretando um disco, numa opinião pessoal, bem legal. A gente gostou do trabalho. É um disco carregado de sentimento, de emoções. Fruto de um ano bem conturbado, foi um ano de muitas glórias e de muitos fracassos”, disse.
Rosa de Saron contabiliza mais de 150 mil acessos por mês no site oficial, mais de 1,8 milhão de fãs nas Redes Sociais e mais de 15 milhões de ‘views’ no canal da banda no Youtube. “A gente nunca lança um trabalho sem ter um grau de sinceridade que nos agrada”, afirmou o vocalista. “Não tínhamos intenção nenhuma de viajar o Brasil inteiro, poder levar nossa música”, disse Feltrin, baixista do Rosa de Saron. Ele afirmou também que a banda chegou muito além do que imaginavam.
Em relação a projetos futuros, a banda prepara o videoclipe da música “Cartas ao Remetente”.
 
Em 25 anos, a banda já recebeu mais de 25 prêmios  (Foto: Reinaldo Diniz) 
 
 
Em evento gratuito em comemoração aos 70 anos da Diocese de Piracicaba, Rosa de Saron apresentou para mais de 9.000 espectadores (Foto: Rogério Feltrin/Divulgação/Arquivo Pessoal)
 
 
Reportagem: Reinaldo Diniz